Por facilitar o preparo e o aquecimento de alimentos, o forno microondas é o eletrodoméstico favorito de muitas pessoas. Mas em meio a essas vantagens, como fica a saúde de quem utiliza esse eletrodoméstico? Será que o microondas faz mal à saúde?

Continue lendo nosso artigo para saber mais

Como Funciona o forno Microondas?

As microondas presente no forno são uma radiação eletromagnética de alta frequência, usadas também em radares e sistemas de telecomunicações, como nas transmissões por satélite e na telefonia celular.

Essas microondas são refletidas várias vezes nas paredes metálicas do forno, fazendo com que as moléculas de água e outras substâncias presente nos alimentos vibrem. Essa vibração gera calor, aquecendo ou cozinhando os alimentos rapidamente.

Microondas faz mal? Quais são os Riscos da Radiação para a Saúde Humana?

Estudos mostram que a exposição à radiação do microondas causam danos cerebrais permanentes ao interferir com os impulsos elétricos do cérebro.

Seu microondas trabalha a uma frequência de 2,45 bilhões de hertz, enquanto a quantidade de frequência necessária para prejudicar o corpo humano é de apenas 10 hertz, portanto fique atendo e não se aproxime do aparelho em funcionamento.

Tome cuidado à medida que o seu aparelho vai envelhecendo, pois, o vazamento de radiação pela porta aumenta, agravando ainda mais os riscos.

Não acredita? Nesse vídeo o Médico Lair Ribeiro fala sobre o uso do microondas e os perigos à saúde.

A Dra. Lita Lee, Ph.D, química e nutricionista, explica em seu livro “Health Effects of Microwave Radiation” que as radiações emitidas pelo aparelho também causam reações adversas na comida, como a formação de substâncias cancerígenas e liberação de elementos químicos tóxicos presentes nas embalagens ou recipientes.

O preparo de alimentos por meio do microondas cria novos compostos, chamados radiolíticos, que são uniões desconhecidas, não encontradas na natureza. Os compostos radiolíticos são criados pela decomposição molecular (degeneração), como consequência direta da radiação.

Os efeitos da radiação e da ingestão de alimentos preparados no microondas, são residuais, ou seja, permanecem no organismo a longo prazo. Dentre os efeitos da exposição à radiação estão: perda de memória, dificuldade de concentração, instabilidade emocional e diminuição da capacidade cognitiva.

Alimentos Preparados no Microondas Perdem seus Nutrientes?

Os alimentos preparados no microondas perdem nutrientes, assim como em qualquer método de cozimento em altas temperaturas. Isso acontece porque alguns nutrientes são sensíveis ao calor.

Apesar de trazer outros colaterais para o organismo, o microondas é uma excelente forma de cozinhar os alimentos sem perder seus nutrientes. O método de cozimento do microondas é efetivo em manter as vitaminas e minerais pois ele não utiliza água e aquece rapidamente os alimentos.

Ao cozinhar um alimento na água você terá uma perda muito maior, pois o alimento ficará exposto a altas temperaturas por um período maior de tempo e seus nutrientes serão soltos na água, principalmente as vitaminas hidrossolúveis.

Cuidado com o Recipiente que Você Coloca no Microondas

Caso você ainda queira utilizar o seu microondas, vamos te dar algumas dicas sobre os melhores e piores materiais para utilizar no seu forno.

Devido à falta de informação, muitos alimentos aquecidos no microondas estão em recipientes inadequados, que em contato com altas temperaturas liberam uma variedade de produtos químicos nocivos a saúde.

Os alimentos que tem contato com essas substâncias químicas acabam por absorver esses produtos, por isso é importante estar atento ao tipo de recipiente que você esquenta no aparelho.

Plástico

A maioria dos plásticos quando aquecido libera uma substância chama bisfenol A (BPA). Esse composto químico, utilizado na produção do policarbonato, em contato com o organismo interfere nas glândulas endócrinas e age como estrogênio (hormônio feminino), causa celulite, puberdade precoce e aumento das mamas em homens, altera o sistema imune, causa diabetes, obesidade e até mesmo diversos tipos de câncer.

Além disso, os plásticos podem conter ftalatos, que causam diversos problemas à saúde, incluindo danos ao fígado, aos rins e ao pulmão, bem como anormalidades no sistema reprodutivo e no desenvolvimento sexual.

Fique atento, pois recipientes de plásticos rachados ou desgastados tendem a liberar quantidades ainda maiores dessas substâncias.

Veja a campanha do departamento de Endocrinologia sobre o bisfenol A.

Metal, Inox e Alumínio

Qualquer recipiente feito de inox, metal ou alumínio jamais devem ter contato com o forno microondas, pois estes materiais refletem as ondas eletromagnéticas do aparelho, podendo causar faíscas, acidentes e inclusive danificar o seu forno.

Isopor

O isopor é um nome comercial para o poliestireno, material bastante utilizado para servir líquidos quentes, como sopas e cafés, por manter o calor por tempo prolongado. O isopor quando aquecido a altas temperaturas acaba contaminando os alimentos com uma substância chamada estireno.

O estireno pode imitar as propriedades do hormônio feminino estrogênio e causar uma lista de problemas a saúde: dores de cabeça, irritação nos olhos e na pele, problemas gastrointestinais, depressão, problemas nos rins, irregularidade no ciclo menstrual, problemas de tireoide e até mesmo certos tipos de cânceres.

Vidro e porcelana

Use sempre recipientes de vidro ou porcelana para aquecer os alimentos no microondas. Se for cozinhar por longo períodos, dê preferência aos refratários e assadeiras resistentes a altas temperaturas que também vão ao fogo. Antes de levar as suas louças ao aparelho, certifique-se que o vidro é termotolerante e que não possui nenhum detalhe metálico.

 

Gostou do nosso artigo? Deixe o seu comentário.

Fontes:
https://draxe.com/electromagnetic-radiation/
http://www.litalee.com/shopexd.asp?id=182
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1469943/
http://www.health.harvard.edu/staying-healthy/microwave-cooking-and-nutrition
http://www.bbc.com/portuguese/geral-37167981