Como diminuir o estresse? Essa é uma pergunta muito válida e cada vez mais comum em nossas vidas.

O estresse é o mal do século e não é difícil entender porque ele está cada dia mais presente na vida moderna, afinal, são tantas cobranças, preocupações e tarefas a fazer que o dia acaba se tornando pequeno. E essa falta de tempo promove o estresse e a ansiedade em pessoas de todas as idades.

Você sabia que simples mudanças podem acabar com o seu estresse? Pequenos hábitos como organização e a respiração controlam e eliminam esse problema.

Está sobrecarregado e sem tempo? Respire fundo e leia nosso artigo, pois nós vamos te ajudar a controlar esse problema de uma vez por todas.

Não deixe de ler nossos outros artigos relacionados ao tema:
Benefícios da Meditação: Relaxe Corpo e Mente e dê Adeus ao Estresse
Conheça 10 Surpreendentes Benefícios da Massagem para Saúde

O que é o Estresse?

O estresse é uma resposta física a eventos que perturbam o seu equilíbrio e fazem você se sentir ameaçado ou sob pressão.

Quando você percebe uma ameaça seu sistema nervoso reage com a liberação de hormônios do estresse, como a adrenalina e o cortisol. Estes hormônios despertam o corpo para ações de emergência e desafios.

“Meu dia foi estressante”.

Essa frase é tão comum, mas poucas pessoas sabem de fato como o estresse se origina. O estresse é um problema interno, e não externo como muitos pensam. Antigamente acreditávamos que o estresse viesse de fora, de condições e situações desestabilizadoras.

Hoje em dia esse fato mudou. Sabemos que a estabilidade está dentro de nós. Perdemos a paciência e deixamos a instabilidade emocional tomar conta, seja por medo, preocupações ou ansiedade, um conjunto de emoções que geram o estresse.

O estresse é a forma que seu corpo tem de protegê-lo. Quando está funcionando corretamente, ele ajuda você a permanecer concentrado, energético e alerta. Mas em excesso, causa um enorme desequilibro no organismo.

Sintomas do Estresse

Preparamos uma lista com os principais sintomas do estresse no organismo. Tenha em mente que os sinais e sintomas do estresse também podem ser causados por outros problemas psicológicos e médicos. Se os sintomas persistirem procure um médico para uma avaliação completa. Nunca se automedique!

Sintomas Emocionais

  • Mau humor
  • Irritabilidade
  • Agitação
  • Sentimento de sobrecarga
  • Solidão ou isolamento
  • Depressão ou tristeza

Sintomas Comportamentais

  • Comer em exagero
  • Negligenciar responsabilidades
  • Isolar-se das outras pessoas
  • Dormir demais
  • Usar álcool, cigarros, drogas
  • Hábitos nervosos (como roer unhas)

Sintomas Físicos

  • Diarreia ou constipação
  • Dores no corpo
  • Náuseas
  • Tonturas
  • Dor no peito
  • Batimentos acelerados
  • Perda do desejo sexual
  • Resfriados frequentes

Sintomas Cognitivos

  • Problemas de memória
  • Incapacidade de concentração
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Pessimismo
  • Ansiedade
  • Constante preocupação
Homem estressado
Como diminuir o estresse? – Você está no controle do estresse? Ou ele está te controlando?


Você está no Controle do Estresse ou ele está Te Controlando?

O estresse faz parte da nossa existência e de muitas outras espécies, no entanto, sem o devido gerenciamento, o acumulo de estresse prejudica as funções do organismo e a saúde. E aí começam os sintomas, como a irritabilidade, desmotivação e cansaço, gerando cada vez mais estresse.

E o seu nível de estresse como anda? A agitação e o nervosismo fazem parte da sua rotina?

Preparamos essas perguntas para você ter ideia do seu nível de estresse. Responda mentalmente e veja se você sabe controlar o estresse ou ele está te controlando.

  • Quando estou agitado, sei como me acalmar rapidamente?
  • Consigo deixar de ficar com raiva facilmente?
  • Consigo equilibrar minha vida pessoal e profissional?
  • Procuro ver o lado positivo das situações?
  • Eu fico mal-humorado por muito tempo?
  • Sou capaz de reconhecer que posso estar perturbando outras pessoas?
  • Sinto-me satisfeito com a minha vida pessoal?
  • Quando minha energia está baixa, eu sei como aumentá-la?

Assumir o controle do estresse é possível, mas para isso você deve aprender primeiro a gerenciar as suas emoções e os seus pensamentos.

Como Gerenciar minhas Emoções?

Você se deixa levar pelos acontecimentos do dia a dia, como contas a pagar, problemas no trabalho ou a falta de tempo? Como você reage a esses estímulos?

Basicamente, a gestão da emoção é a habilidade de perceber, avaliar, entender e administrar os pensamentos de maneira positiva. Parece fácil né? Mas administrar as próprias emoções está longe de ser uma tarefa simples, por esse motivo, o estresse tem se tornado a nova epidemia do século XXI.

Para gerenciar suas emoções, você deve aprender a gerenciar seus pensamentos. É preciso que você tenha autocrítica, reflexão e controle sobre o que pensa. Questione todas os pensamentos negativos que vem a sua mente. Sempre faça a seguinte pergunta: Será que eu preciso pensar dessa forma ou ficar assim? Isso vai resolver o meu problema?

Desacelere e aprenda a viver o agora, não dê importância a acontecimentos passados e nem fique ansioso com problemas que podem acontecer no futuro.

Se você desenvolver esse pensamento logo vai se dar conta que o estresse está totalmente ligado a maneira como você enfrenta os problemas dentro da sua própria cabeça.

A gestão da emoção afeta a maneira como você se comporta, toma as decisões e reage ao estresse. Estamos vivendo em uma sociedade altamente competitiva, se você não for capaz de gerir sua emoção será quase impossível viver sem estresse ou sem esgotar o seu cérebro.

O Estresse Prejudica o Cérebro

Um dos principais efeitos do estresse no cérebro é a alteração do funcionamento e a diminuição de partes como o córtex pré-frontal e o hipocampo. Essas regiões são essências para a aprendizagem, funções cognitivas e emocionais.

Ao aprender novas informações, estamos constantemente produzindo novas conexões cerebrais e novos neurônios no hipocampo, porém os altos níveis de cortisol, hormônio do estresse, têm a capacidade de impedir o nascimento de novas células no cérebro.

O cortisol gera radicais livre que danificam e matam as células cerebrais, causando problemas de memórias e uma deterioração das funções cognitivas. Se o estresse faz você fumar, beber álcool e comer besteiras para aliviar a tensão, os efeitos dos radicais livres se tornam ainda piores.

Além disso, o estresse afeta a produção de neurotransmissores no cérebro, principalmente a serotonina e a dopamina. Baixos níveis de serotonina fazem você ficar de mal humor, dormir mal, ter problemas de aprendizado e falta de apetite, enquanto baixos níveis de dopamina tornam você desmotivado, preguiçoso e depressivo.

Como Diminuir o Estresse? Mudança de Hábitos

Sejamos realistas: uma vida sem estresse em pleno século XXI não é possível. O estresse é uma resposta natural aos desafios da vida, e uma vida sem desafios é muito entediante.

Porém, grande parte do estresse que te acompanha diariamente, é desnecessário e pode ser facilmente eliminado com algumas mudanças em sua rotina.

Preparamos essa lista com dicas de como diminuir o estresse e ter uma vida mais equilibrada. Claro que, para que as mudanças aconteçam, você deve ter paciência e persistência, assim como tudo na vida.

1- Identifique as Fontes do Estresse

De todos, esse é o passo mais importante. Reconhecer e entender aquilo que tira você do sério, pois só assim você poderá criar novas formas de lidar com essa situação, ou simplesmente evitá-la. Quem não sabe o que o estressa, vive como refém das suas próprias emoções.

Homem tentando lidar com o tempo
Como diminuir o estresse? – Cuidado com a procrastinação, ela pode te deixar ainda mais estressado

2 – Diga Não a Procrastinação

Deixar as coisas para depois só lhe causa mais estresse. Sempre que deixamos alguma pequena tarefa para depois, ficamos mentalmente ligados naquilo, o que nos enche de preocupações e ansiedade. Faça tudo àquilo que precisa ser feito agora, não deixe para depois!

3 – Seja Organizado

Muitas pessoas não ligam para organização, porém fique sabendo que ela é extremamente necessária para otimizar o seu tempo e tornar você mais produtivo. Crie o habito de deixar tudo em ordem, reserve um tempo para decidir o que é mais importante para a sua rotina diária e planeje seus dias com antecedência.

4 – Modifique seu Modo de Pensar

Aprenda a gerir seus pensamentos e emoções, para que sua saúde se firme e estabeleça. Não se queixe da sua vida, pois os problemas aumentam conforme a emissão negativa é reafirmada. Lembre-se: você é aquilo que pensa, seu cérebro é capaz de escutar e aprender tudo que você afirma para ele.

5 – Liberte sua Agenda

Crie mais tempo livre na sua vida. Evite reuniões desnecessárias. Aperfeiçoe seu trabalho, procure fazer tudo de forma dinâmica e virtual. Se a reunião for imprescindível, tente ser o mais direto e objetivo que conseguir.

Mulher meditando enquanto está cheia de tarefas
Como diminuir o estresse? – Aprenda a fazer as coisas com calma


6 – Mais Devagar

Em vez de viver a vida correndo, aprenda a apreciar e a fazer as coisas mais devagar. Saboreie a comida, desfrute da companhia das pessoas à sua volta, viva o prazer da natureza e da vida ao ar livre. Essas simples mudanças podem trazer ótimos benéficos a sua vida além de diminuir o estresse.

7 – Cuide da sua Alimentação

Estresse e nutrição estão fortemente ligados. Uma alimentação baseada em fast food, açúcares, farinha branca, refrigerantes e industrializados, provocam e agravam os sintomas do estresse.

Um organismo que se estressa diariamente sofre com a perda de nutrientes, vitaminas e minerais essências. Essas vitaminas e minerais são capazes de diminuir o impacto negativo do estresse no organismo, além de serem fundamentais para boa saúde física e mental.

Para que seu organismo possa funcionar corretamente, você deve se alimentar de maneira natural, retirar os alimentos alergênicos (alimentos que você tem alergia, como o glúten e a lactose) ingerir vegetais, legumes, proteínas e gorduras benéficas, como o ômega 3.

8 – Divirta-se

O riso pode reduzir o estresse, pois ao rir liberamos endorfinas que promovem a sensação de prazer e bem-estar. Como se não bastasse, a risada melhora o humor, estimula a circulação e relaxa os músculos, diminuindo assim os efeitos físicos do estresse. Então vale a pena ter uma vida social ativa, sair, conversar e, claro, rir mais.

Homem andando de bicicleta
Como diminuir o estresse? – Pratique atividade física


9 – Faça Atividade Física Regularmente

O exercício é fundamental para prevenir o estresse. Se você não pode ir para a academia, faça uma caminhada, pratique um esporte de sua preferência ou alguns minutos de Yoga.

Isso porque a atividade física promove a produção de substâncias como a endorfina e a serotonina, que ajudam a aliviar os efeitos do estresse. Atividades como dança, alongamento e pilates também são recomendadas para quem deseja se ver livre do estresse.

Além disso a atividade física traz diversos benefícios a saúde e também ao cérebro. Para ler mais acesse nosso artigo 10 Benefícios Surpreendentes da Atividade Física à Saúde.

10 – Seja grato. Este item é muito importante. Ter gratidão pelas pessoas e pela vida é um grande passo em direção ao relaxamento e ao desapego. Quando sabemos que temos o que agradecer, nossa visão do mundo se torna mais suave e nossa vida fica mais tranquila e alegre.

11 – Adote um Animal de Estimação

Um estudo realizado pela Universidade Estadual de Nova York e publicado na revista Psychosomatic Medicine comprovou que ter um animal de estimação reduz o estresse.

Para muitas pessoas, brincar com um animal de estimação é a melhor maneira de distrair a cabeça das preocupações. Vários estudos apontam que além de aliviar o estresse, ter um animal de estimação também diminui a pressão sanguínea e os níveis de cortisol, além de aumentar os níveis de ocitocina, um hormônio ligado à felicidade e o relaxamento.

Então se você ainda não tem um animal de estimação, é melhor pensar sobre o assunto, pois além de todo carinho e amor que eles te dão, ainda trazem inúmeros benéficos à saúde.

12 – Tenha uma Vida Sexual Ativa

Sexo vai além do prazer. A atividade sexual libera diversos hormônios, como a endorfina e a serotonina, que beneficiam o corpo e lidam com o estresse. O contato íntimo produz alterações químicas cerebrais, melhora o humor e a sensação de bem-estar.

Mulher deitada após o trabalho
Como diminuir o estresse? – Durma melhor

13 – Durma Melhor

O sono é uma das melhores maneiras de evitar o estresse, pois quando você está descansado, fica mais disposto, atento, calmo e bem-humorado.

Dormir é uma necessidade humana e permite que o cérebro recarregue suas energias e que o corpo descanse. Pesquisas indicam que a privação do sono afeta negativamente as funções metabólicas e endócrinas do organismo.

O sono é tão importante que mesmo algumas horas mal dormidas pode interferir negativamente na memória, cognição e humor.

14 – Desintoxique seu Corpo

Se você perde a paciência e se estressa fácil é bem provável que o seu corpo esteja cheio de toxinas. Essas toxinas podem ser produzidas pelo próprio estresse, pela poluição que respiramos e principalmente pelos alimentos que ingerimos.

O sistema imune seria capaz de lidar com boa parte dessas toxinas, no entanto somos expostos diariamente a uma infinidade de substâncias tóxicas e metais pesados que se acumulam no organismo e causam enfraquecimento do sistema imune, inflamação, cansaço, ansiedade e estresse.

Desintoxicar pode ser uma ótima forma de limpar as impurezas do seu corpo e trazer clareza e paz para sua mente.

 

24 horas passam tão rápido que mal conseguimos realizar todas as tarefas diárias. A falta de tempo, o excesso de informação e a falta de preparo para lidar com problemas geram o estresse e a ansiedade.

Se o estresse em sua vida estiver fora de controle, tome conta dos seus pensamentos, das suas emoções e da maneira como enfrenta seus problemas. Só você pode gerenciar esses sentimentos, então coloque em pratica nossas dicas e liberte-se definitivamente do estresse.

Gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário.

Não esqueça de curtir nossa página no Facebook para acompanhar mais conteúdos como esse.